PublicaçãoPublicando-seTermos de publicação

O que é um ISBN? Tudo que você precisa saber sobre o International Standard Book Number

Se você teve ou tem pelo menos um pouco de interesse em livros, você provavelmente já ouviu falar do International Standard Book Number, ou também conhecido como ISBN. Mas o que é um ISBN? Nossos usuários sempre enviam várias perguntas sobre este assunto, então neste post vamos examinar esses códigos de barras, que muita vezes são quase imperceptíveis, em detalhe. 

Então, o que é o ISBN exatamente?

Uma breve história

A ideia inicial do ISBN foi inicialmente criada pelo David Whitaker em 1967, e depois desenvolvida pela International Standardization Organization (ISO). O resultado deste desenvolvimento e pesquisa foi o código de 10 dígitos do ISBN, publicado em 1970. Após sua publicação, a Agência Internacional ISBN recebeu a autoridade para distribuir o novo código mundialmente.

No Reino Unido, o predecessor do ISBN – o código Standard Book Numbering (SBN) – permaneceu em uso até 1974. Como tal, ainda há um número razoável de livros com a numeração SBN ainda em circulação. Para converter um ISBN para um ISBN, é necessário adicionar um 0 no início do código.

Como o número de livros publicados aumentou exponencialmente nas décadas seguintes do lançamento do ISBN de 10 dígitos, a Agência Internacional ISBN estava a ficar sem códigos mais rapidamente do que o previsto. Por causa disso, o comprimento do código do ISBN foi aumentado para 13 dígitos em 2007.

Como funciona?

Em sua essência, um ISBN é apenas um código de produto, muito parecido com qualquer código de barras que você possa ter visto em um mercado. Se um livro tem um ISBN, torna-se internacionalmente reconhecível (e portanto vendável) em qualquer loja que venda livros, seja física ou online.

Cada ISBN é único em relação a edição e variação de um livro. Como tal, se alguém fosse publicar o mesmo livro em formato de capa dura, brochura e e-book, cada uma destas três variações exigiria um número ISBN diferente. Isso se deve ao fato de serem produtos diferentes, legalmente e fisicamente falando, mesmo que o conteúdo seja o mesmo. 

Da mesma forma, se alguém fosse publicar uma edição actualizada de um livro já publicado, como, por exemplo, adicionar capítulos extra ou um prefácio diferente, isto também exigiria um novo ISBN. Embora isto possa ser irritante para autores autopublicados, o vasto número de livros em circulação torna estes procedimentos necessários.

O que significa os números no código do ISBN?

ISBN code issued by Mybestseller

O código de barras acima é um ISBN emitido pelo Bookmundo, que vamos usar como exemplo. Tenha em mente que os números do ISBN podem parecer diferentes, dependendo da editora ou retalhista que os emitiu. Por exemplo, algumas versões terão uma versão hifenizada do código em cima das barras, enquanto em outras versões isto é substituído pelo preço do livro. Então, se o seu ISBN não se parece exatamente com o do livro que está lendo no momento – não se preocupe! É completamente normal. Desde que a sequência numérica abaixo contenha 13 dígitos, está tudo certo!

Agora, vamos dar uma olhada nos 13 dígitos de um ISBN:

What is an ISBN - components

Prefixo (Prefix)

Os três primeiros números de um ISBN são sempre 978 ou 979. Estes são os números disponibilizados pela GS1 (a organização que emite códigos de barras). Basicamente, ele serve para identificar que o produto em questão é um livro.

Grupo (Group)

O grupo identificador específica a língua do país ou região que o livro pertence. 

Editora (Publisher)

Identifica a editora do livro. Grande editoras podem ter mais de um associado com eles. 

Título (Title)

Esta sequência de números identifica o específico título associado a este ISBN em particular. 

Digito de Verificação (Check Digit)

O dígito de verificação é uma forma de controle de erros para editoras, varejistas e instituições verificarem um ISBN. Como tal, não fornece a você, como um autor, qualquer informação realmente relevante.

Localização do ISBN

O Manual do Usuário do ISBN tem o seguinte a dizer em relação a colocação de um código do ISBN:

No caso de publicações impressas, o ISBN deve aparecer no:

  • Verso da página de título (página de direitos autorais)
  • Pé da página de título, se não houver espaço no verso do título
  • Seção inferior do verso da capa externa
  • Pé da parte de trás da sobrecapa, ou qualquer outra capa protetora, ou invólucro

No caso de publicações digitais, o ISBN deve aparecer na:

  • Exibição do título; na primeira exibição (discos compactos, publicações online); ou na página digital que exibe o título ou seu equivalente (por exemplo, a primeira tela exibida quando o conteúdo é acessado e|ou na tela que traz o aviso de direitos autorais)

Além disso, o manual declara que o código deve ser impresso/exibido suficientemente grande para ser legível; especificamente fonte de tamanho 9 ou maior.

No entanto, isto não é algo com que tenha de se preocupar se você publicar connosco. Ao comprar um ISBN para o seu livro através da nossa plataforma, colocamos automaticamente o código nos locais correctos, com o tamanho adequado.

Mas eu realmente preciso de um ISBN?

A resposta curta e simples desta pergunta é não. Você não realmente precisa de um ISBN para publicar um livro. 

O seu único objectivo é facilitar o estoque e a venda de livros, e tecnicamente você nem sequer precisa de um para fazer isso. Você pode, por exemplo, imprimir cópias dos seus livros para vender pessoalmente, ou simplesmente vender os seus livros através do seu próprio website em vez de o fazer através de um terceiro vendedor. Se você publicar seu livro com o Bookmundo, você também não precisará de um número ISBN para vender em nossa loja de livros online.

No entanto, se a sua ambição é ganhar dinheiro com os seus livros, é aconselhável obter um código do ISBN. Os canais de venda que ficam disponíveis com um ISBN oferecem mais alcance potencial do que iria conseguir por si próprio. Isto permite que as pessoas encontrem o seu livro sem que você tenha que encaminhar ele para elas. Além disso, as pessoas gostam de fazer compras nas lojas cuja marca reconhecem. O facto de o seu livro estar disponível em uma dessas lojas reconhecíveis aumentará a sua legitimidade como escritor.

No entanto, sempre que possível, você deve se esforçar para fazer com que as pessoas comprem seu livro por você diretamente ou através da loja Bookmundo. Esta é a maior margem de lucro possível por cópia – cada livro que vender através da nossa loja, terá de vender pelo menos dois através de um terceiro para lucrar. Você pode criar widgets em nosso site gratuitamente para facilitar essas vendas.

Adquirindo o ISBN

Se você está procurando comprar um ISBN, você pode fazê-lo enquanto publica seu livro em nossa plataforma – sem perder tempo – por €12,75. Você o receberá imediatamente, e ele será automaticamente colocado em todos os lugares necessários, conforme listado acima.

Além disso, você, naturalmente, terá direto acesso a todos os nossos parceiros de varejo, sem ter que criar uma conta com cada um deles individualmente. Também, toda informação de venda e outros dados relevantes dos canais de venda serão compilados na interface do Bookmundo. Como tal, você terá uma visão geral das vendas do seu livro em todos os canais de venda através dos quais o seu livro é vendido.

Está bem – prometemos agora parar de promover nosso serviço! Se você não está publicando seu livro conosco, mas simplesmente queria ler um artigo abrangente sobre ISBNs, obviamente este artigo é útil. Se você quiser adquirir um ISBN em outro lugar, recomendamos que entre em contato com a sua editora. Muitas vezes, as editoras não aceitam códigos ISBN adquiridos através de outras editoras, isso pode atrapalhar o processamento em suas bases de dados. Em outras palavras, é provavelmente uma boa ideia decidir como e onde quer publicar o seu livro antes de comprar um ISBN.

Nota Final

Isso é tudo por hoje, pessoal. Esperamos que este artigo tenha abordado quaisquer perguntas não respondidas que você possa ter tido sobre ISBNs. Se houver algo que você gostaria que elaborássemos ou acrescentássemos, sinta-se à vontade a escrever um comentário ou um e-mail.

Menu